São Tarcísio


Tarcísio pertencia à comunidade cristã de Roma, era acólito, isto é, coroinha na igreja. No decorrer da terrível perseguição do imperador Valeriano, muitos cristãos estavam sendo presos e condenados à morte. Nas tristes prisões à espera do martírio, os cristãos desejavam ardentemente poder fortalecer-se com Cristo Eucarístico. O difícil era conseguir entrar nas cadeias para levar a comunhão. 
Nas vésperas de numerosas execuções de mártires, o Papa Sisto II não sabia como levar o Pão dos Fortes à cadeia. Foi então que o acólito Tarcísio, com cerca de 12 anos de idade, ofereceu-se dizendo estar pronto para esta piedosa tarefa. Relativamente ao perigo, Tarcísio afirmava que se sentia forte, disposto antes morrer que entregar as Sagradas Hóstias aos pagãos. 
Comovido com esta coragem, o papa entregou numa caixinha de prata as Hóstias que deviam servir como conforto aos próximos mártires. Mas, passando Tarcísio pela via Ápia, uns rapazes notaram seu estranho comportamento e começaram a indagar o que trazia, já suspeitando de algum segredo dos cristãos. Ele, porém, negou-se a responder, negou terminantemente. Bateram nele e o apedrejaram. Depois de morto, revistaram-lhe o corpo, nada achando com referência ao Sacramento de Cristo. Seu corpo foi recolhido por um soldado, ocultamente cristão, que o levou às catacumbas, onde recebeu honorifica sepultura. 
Ainda se conservam nas catacumbas de São Calisto inscrições e restos arqueológicos que atestavam a veneração que Tarcísio granjeou na Igreja Romana. Tarcísio foi declarado padroeiro dos coroinhas ou acólitos, que servem ao altar. Mais uma vez encontramos a importância da Eucaristia na vida do cristão e vemos que os santos existem não para serem adorados, mas para nos lembrar que eles também tiveram fé em Deus. Eles são um exemplo de fé e esperança que deve permanecer sempre com as pessoas. Então, a exemplo de São Tarcísio, estejamos sempre dispostos a ajudar, a servir. Se cada um fizer a sua parte realmente nos tornaremos um só em Cristo. 
São Tarcísio, rogai por nós!

O que é mais importante?


Alguma vez você já quis tanto algo que daria qualquer coisa para tê-lo? 
  
Hoje eu vou contar a história de um menino e um apito. O menino desta história se chama Ben. Seu nome completo era Benjamin Franklin. Você já deve ter ouvido falar dele, Benjamin Franklin foi um dos homens mais inteligentes que nosso mundo já conheceu, mas na história de hoje, ele fez algo muito estúpido.



Esta história ocorreu quando Ben tinha sete anos de idade. Num feriado, seus amigos encheram seu bolso de moedas e ele, todo contente, foi corredo para uma loja de brinquedos. No caminho, Ben ficou encantado com o som de um apito que estava nas mãos de um outro garoto. O pequeno Ben ofereceu todas as moedas que tinha no bolso por aquele apito. O outro garoto aceitou. Benjamin foi para casa muito alegre, soprando aquele apito que tanto o dava prazer, apesar daquele barulho incomodar sua família... Seus irmãos, suas irmãs e seus primos, quando souberam da troca feita, disseram que o pobre Franklin tinha dado quatro vezes mais dinheiro do que o apito realmente valia. Os risos que se seguiram fizeram-no refletir: ele tinha pago demais pelo apito, e a lembrar disso lhe dava mais dor do que o apito lhe dava prazer..


Algumas crianças querem ser populares com certo grupo de crianças na escola. Às vezes fazem até coisas que sabem que são erradas, porque acreditam que assim terão muitos amigos. Elas estão pagando demais pelo apito...
   
Algumas crianças querem sempre ser os vencedores nas brincadeiras e competições. Elas estão dispostas a trapacear para ganhar. Estas crianças estão pagando demais pelo apito...


Algumas crianças acreditam que a coisa mais importante na vida é ter alguns brinquedos, celulares, computadores, etc., outras dão muito valor para aparência, querem ter sempre roupas novas e de marca, mas elas nunca teem tempo para Deus. Estão pagando demais pelo apito...

Há algo que você quer tanto que você está disposto a dar tudo que você tem para isto? 


Jesus perguntou certa vez: "Que adianta ao homem ganhar o mundo inteiro, mas perder a sua vida?" (Mateus 16,26). 


E aí, você está pagando demais pelo apito?




Vamos orar assim: Querido Jesus, ajude-me a ficar atento(a) para que sempre que eu for tentado(a) a ter ou fazer algo a qualquer custo, lembre que devo dar-lhe o primeiro lugar em minha vida. Amém.

Para colorir:



Palavras Cruzadas e Caça Palavras: baixe aqui



Vamos Rezar!


Criança, vamos meditar os mistérios gozosos?
Mistério é algo que existe, mas não compreendemos a grandeza de todo seu significado.
Gozo quer dizer alegria.
Quem quer ter alegria?
Meditar é mais que imaginar, é aprender com os fatos, encarnar os frutos e assim ser também testemunhas da graça derramada.

O Anjo anunciou a Maria que ela seria a mãe de Jesus
Fruto - humildade

Maria visita sua prima Isabel que estava grávida de João Batista
Fruto - caridade para com o próximo

Nascimento de Jesus
Fruto - pobreza de espírito

Apresentação de Jesus no Templo
Fruto - pureza

Menino Jesus perdido e encontrado no Templo
Fruto – cumprimento da vontade de Deus




Fonte: Revista Renovação - Publicação oficial da RCC do Brasil - Edição nº 68
Acesse o site da RCC Brasil para receber a revista regularmente

Pecado é dizer "não" a Deus

Cometemos pecado quando viramos as costas para Deus e para as pessoas e quando,por querer,deixamos de fazer o bem, fazendo maldades... aí cometemos pecado.






"Senhor,eu pequei contra ti, somente,contra ti, praticando o que é mau aos teus olhos".(Sl 51,6)