O nosso presente pra Jesus!

Estamos numa época muito especial, pois se aproxima o Natal, onde comemoramos o aniversário de nascimento de Jesus. E veja bem, todo aniversariante merece um presente, ainda mais Jesus, que ocupa o lugar mais importante na sua e na minha vida. Você já sabe o que vai dar a Ele? Ainda não pensou nisso?! Nossa, é preciso pensar porque não pode ser um presente qualquer, tem que ser ESPECIAL. Não pode ser um presente material e sim um que sai do lugar mais bonito e alegre, do seu coração. Ah, e tem que ser repleto de AMOR. O que poderá ser?
Aí vai uma dica pra você através dessa historinha: “Num bairro pobre de uma cidade distante, morava uma garotinha muito bonita. Acontece que essa menina freqüentava as aulas da escolinha local no mais lamentável estado: suas roupas eram tão velhas que sua professora resolveu dar-lhe um vestido novo. Pensou consigo mesma:
- É uma pena que uma aluna tão encantadora venha às aulas tão desarrumada desse jeito. Talvez com algum sacrifício, eu pudesse comprar para ela um vestido azul.
Quando a garota ganhou a roupa nova, sua mãe sentiu e era pena se, com aquela roupa tão bonita, a filha continuasse a ir ao colégio suja como sempre, e começou a dar-lhe banho todos os dias, antes das aulas. Ao fim de uma semana, disse o pai:
- Mulher, você não acha uma vergonha que nossa filha, sendo tão bonita e bem amada, more num lugar como este, caindo aos pedaços. Que tal você ajeitar um pouco a casa, enquanto, nas horas vagas, vou dando uma pintura nas paredes, consertando a cerca, plantando um jardim?
E assim fez o pobre casal. Até que sua casa ficou muito mais bonita que todas as casas da rua e os vizinhos se constrangeram e se puseram também a melhorar suas residências. Desse modo todo o bairro melhorava a olhos vistos, quando por ali passou um religioso que, bem impressionado, disse:
- É lamentável que essa gente tão esforçada não receba nenhuma ajuda do prefeito.
E dali saiu para falar com o prefeito, que o autorizou a organizar uma comissão para estudar que melhoramento era necessário ao bairro.
Dessa primeira comissão surgiram muitas outras e hoje, por todo o país, elas ajudam os bairros pobres a se reconstruírem.
E pensar que tudo começou com um vestido azul.
Não era a intenção daquela professora consertar toda a rua, nem criar comissões que socorressem os bairros abandonados de todo o país. Mas ela fez o que podia, deu a sua parte, ela deu o primeiro passo para que ocorresse toda aquela transformação.
Porque é difícil varrer toda a rua, mas é fácil varrer a nossa calçada.
Porque é difícil reconstruir um bairro, mas é possível dar um vestido azul.”
Nossa, que história legal não é mesmo?! Você gostou da dica? Entendeu o que essa história quis dizer?
Pois é, ela te ensina que toda mudança tem que começar de alguém, com um simples gesto, atitude, ou até mesmo uma palavra. A atitude de amor da professora de ajudar sua aluninha se multiplicou em um gesto, em ajuda para um país inteiro.
Você já pensou que com uma atitude de amor sua, pode mudar a sua família, o seu bairro, a sua cidade, o seu país e vou mais longe, mudar o mundo?!
E você pode estar perguntando assim:
- Mas como isso pode acontecer? O que preciso fazer? Como fazer isso acontecer?
Na verdade é muito simples, tudo começa em você mesmo. Quando decidir ser melhor, dar o máximo de si mesmo em tudo o que faz e fala. Por exemplo: quando você deixa de reclamar porque não tem aquele brinquedo, ou por não ter aquela roupa ou aquele tênis, e passa a agradecer a Deus pelos brinquedos, ou pelas roupas e sapatos que já têm; quando você decidir deixar as suas roupas, material escolar, seu quarto, em ordem, organizado, poderá perceber que seu(s) irmãos começarão também a se organizar; quando passar a obedecer a seus pais, professores e outras autoridade, outros virão fazendo a mesma coisa atrás de você; quando começar a rezar mais, se confessar, ler a palavra de Deus constantemente, participar da Eucaristia mais vezes, verá muitas pessoas fazerem o mesmo, pois perceberão o quanto a sua vida é cada vez melhor e como você é feliz; se começar a respeitar os outros, conversar sem brigar ,sem se irritar ,os outros vão ficar sem graça e também mudarão seu jeito de resolver os problemas; e se você passar a ser uma pessoa grata a todos e principalmente a Deus, as pessoas que estão com você no dia-a-dia também aprenderão a ser gratas e assim por diante, a partir de você o mundo vai se transformar.
Como aquela primeira casa que começou a mudar e incentivou as outras a fazer o mesmo, a sua casa interior será a primeira a se transformar. E como aquela professora, que não podia mudar o bairro, mas podia dar um vestido azul, você também pode ajudar e motivar outras e outras casas interiores a se transformar. Dar um vestido azul parece ser tão pouco, mas pode ser o começo de tudo.E dar um vestido azul é dar a oportunidade a si mesmo de mudar e assim enxergar o outro que precisa da sua ajuda para mudar.
E esse é o maior presente de aniversário que você pode dar a Jesus. Um presente que sai do mais profundo do seu coração direto para o coração de Jesus.Ele vai adorar, garanto!!!
Que no Natal deste ano, você possa experimentar SER UM PRESENTE PRÁ JESUS !!!É isso mesmo, você é o presente que Jesus quer ganhar. Um presente transformado no AMOR.
Faça deste Natal um momento especial para você, seus familiares e amigos.
Experimente ser diferente prá Jesus, por Jesus e com Jesus.
Seja feliz e faça os outros feliz!!
Um natal especial pra você e sua família !!!
Que Deus os abençoe, amém !!!

Denize Simões Ferreira.

1º Selinho!

Olha só!!! O Talita Cumi ganhou seu 1º Selinho!!! Quem nos presenteou foi a Gianne do blog Bala de Goma (http://wwwbaladegoma.blogspot.com). Muito obrigada, Gi!!! Que Deus te abençoe!!!
Agora tenho que presentear outros blogs, vamos lá!
VIDINHA NOVA
PEQUENO GIGANTE
Tia Paula de Guaratinguetá

A história do Natal

Maria havia sido escolhida por Deus para ser a mãe de um Bebê muito Especial.
Para uma moça que vivia naqueles tempos, isso era um desafio muito grande.
Mas Deus conhecia o coração de Maria; sabia quão sincera e fiel ela era.
Maria estava feliz, e ao mesmo tempo muito preocupada. Um bebezinho sempre traz bastante preocupação e despesas. Vocês já viram quando um bebê vai chegar, quantas coisas precisam ser preparadas? José e Maria eram muito pobres, e para complicar ainda mais, ouçam o que José lhe disse...
- Maria, teremos que fazer uma viagem, pois o imperador tem dado uma ordem. Cada pessoa deverá se apresentar na cidade onde nasceu para um recenseamento.
- Ir à Belém! Será lindo fazer essa viagem! Espero somente que o bebê não nasça no caminho.

José e Maria haviam nascido na cidade de Belém, por isso tiveram que viajar para lá, a fim de se apresentarem.
Como essa viagem seria difícil para Maria! Com certeza, José preparou o seu burrinho, quem sabe colocou ali uns panos para ficar mais macia a sela e assim Maria não se cansasse tanto durante a viagem.
Depois de alguns dias, conseguiram chegar à Belém. Como desejavam uma caminha macia para se deitarem! Mas a cidade estava cheia de gente. Todas as hospedarias, os hotéis daquele lugar estavam cheios. Não havia sequer um lugarzinho a mais.
Depois de muito procurarem, encontraram alguém que teve pena de Maria já tão perto de ganhar seu Bebê e ofereceu um lugar para o casal. Mas sabem que lugar era esse, crianças? Era uma estrebaria. Eu imagino Maria que sempre estava de bom humor, pensando: Afinal, Davi foi pastor antes de ser rei.
Como José desejava um lugar melhor. Estenderam cobertas em um cantinho e, quem sabe, quando já estavam começando a dormir, Maria acordou um pouco assustada. Ela deve ter chamado:
- José, José! O nosso bebê vai nascer!
E antes que tivessem muito tempo para pensar, ouviram logo o choro do bebê. Havia nascido o Salvador.
Não havia roupinhas para Ele, nem bercinho macio ou um carrinho bonito, como os bebês têm hoje. Maria O embrulhou em um paninho limpo.
Cobriram a manjedoura que estava cheia de capim, para os bezerrinhos comerem e ali deitaram o precioso bebê.
Só então puderam repousar um pouco, mas logo foram acordados novamente, porque enquanto o bebê nascia, anjos haviam avisado aos pastores que cuidavam das ovelhas nos campos, que o Bebê Especial nascera, e eles rapidamente vieram para ver Aquele que por tanto tempo haviam esperado.
Agora vamos montar um lindo presépio?

A verdadeira história de Papai Noel



Há muito tempo, no ano de 275, na cidade de Lycia (Ásia menor), nasceu um menino chamado Nicolau, cuja família era muito rica. Desde pequeno, cultivava em seu coração a sementinha da bondade, pois era um menino que gostava de ajudar os outros.

Um dia quando Nicolau estava indo à escola, encontrou na rua uma criança tremendo de frio. Sem pensar muito, tirou o agasalho e vestiu aquele garoto pobrezinho. Isso causou tanta alegria em seu coração que pediu a Jesus que quando crescesse, pudesse ajudar muitas pessoas. E ficava pensando em que poderia trabalhar quando crescesse: quem sabe médico? Assim, ajudaria os doentes mais pobrezinhos! Ou, então, dentista? Desse modo, ajudaria as pessoas a ter um sorriso mais bonito. Quem sabe pedreiro? Assim, construiria casas para os que moram na rua...
Mas qual não foi a surpresa: decidiu trabalhar inteiramente para Deus servindo à Igreja. É isso mesmo! Nicolau ordenou-se sacerdote e depois se tornou Bispo de Mira, em Dembre (atual Turquia). E, assim, passou a ajudar ainda mais as pessoas.
Uma das coisas que ele fez foi ajudar um pai de família que tinha três filhas e estava muito preocupado, pois uma delas ia se casar e ele não tinha dotes (dinheiro) para ajudar o jovem casal (como era costume do povo daquela época). E uma mulher sem dote naquela época e região corria o risco de ser marginalizada e excluída. Quando Nicolau ficou sabendo das dificuldades financeiras daquela família, resolveu ajuda-la, pois seu pai havia lhe deixado uma grande fortuna. Então, enquanto a família dormia, Nicolau pegou um saco de moedas e jogou-as pela chaminé. Assim, aquele pai, muito feliz, pôde ajudar sua filha e o esposo dela a começarem a construir sua vida.
Outra coisa legal que ele fazia era distribuir presentes para as crianças. Nicolau esperava anoitecer para colocar nas lareiras das casas, dentro dos sapatos e das meias das crianças alguns presentes. Sim, um presente para cada criança! Era uma festa quando as crianças acordavam!
Nicolau cresceu e viveu fazendo o bem. Morreu no ano 342. Ele tinha barba grande e, como era bispo, muitas de suas roupas eram vermelhas; por isso virou tradição as pessoas também se vestirem com roupas vermelhas, usarem barba grande e saírem com um saco cheio de presentes para distribuir às crianças pobres, no dia 6 de dezembro, dia em que Nicolau morreu.
Depois essa data foi transferida para o dia 25 de dezembro, lembrando exatamente o aniversário de Jesus, pois assim como os reis magos foram visitá-lo no seu nascimento, levando vários presentes (ouro, incenso e mirra), Nicolau também demonstrou seu carinho e amor presenteando os pobres. Nicolau passou a ensinar as crianças, jovens e os adultos a fazer o bem gratuitamente, sem buscar reconhecimento, como Jesus ensinava: Não façam as boas obras de vocês diante das pessoas, só para serem elogiados por elas. Fazendo assim, vocês não terão a recompensa do Pai de vocês que está no Céu (Mateus 6, 1-4).
A bondade de São Nicolau era o modo de agradecer a Deus pelo grande presente de Natal: JESUS CRISTO. Quem tem a Ele é bom com seus semelhantes. Para São Nicolau presentear uma criança ou necessitado era o melhor modo de testemunhar o amor de Deus. O verdadeiro amor manifesta-se por gestos. Cada pessoa é a oportunidade para amar Jesus: “Tive fome e me deste de comer; tive sede e me deste de beber; era peregrino e me acolheste; nu e me vestistes; enfermo e me visitastes; estava na prisão e viestes a mim... todas as vezes que fizeste isto a um destes meus irmãos mais pequeninos, foi a Mim mesmo que o fizeste" (Mateus 25, 35-36.40)

Vamos pedir a intercessão de São Nicolau para que tenhamos um coração generoso e bondoso como o dele. O mais importante do Natal não são os presentes, mas o porquê de presentearmos as pessoas. São Nicolau amou as pessoas com esse gesto concreto. Não esqueça: O MELHOR PRESENTE É JESUS!
Agora vamos pintar o desenho de São Nicolau??

Oração


Rezar é falar com Deus. O Pai ouve a oração de todas as pessoas de uma vez só. Ele nos escuta sempre. Devemos falar com Deus quando estamos alegres ou tristes e pedir ajuda quando estamos com dificuldades.

A oração é uma ligação direta que temos com o Pai do Céu.

Além de ir à Igreja e participar das Missas e da comunidade, é preciso alimentar diariamente a vida de fé com a oração.

A Igreja tem lindas orações que você pode rezar todos os dias:
PAI NOSSO
Pai-Nosso que estais no Céu,
santificado seja o Vosso nome,
venha a nós o Vosso Reino,
seja feita a Vossa vontadeassim na terra como no Céu.
O pão nosso de cada dia nos dai hoje,
perdoai-nos as nossas ofensas,
assim como nós perdoamos
a quem nos tem ofendido,
não nos deixei cair em tentação
mas livrai-nos do mal. Amém.


AVE MARIA
Ave-Maria, cheia de graça,
o Senhor é convosco,
bendita sois Vós entre as mulheres,
bendito é o fruto do Vosso ventre,
Jesus.
Santa Maria Mãe de Deus,
rogai por nós os pecadores,
agora e na hora da nossa morte. Amém.


CREIO

Creio em Deus Pai Todo-Poderoso,
Criador do Céu e da terra,
e em Jesus Cristo seu único Filho, Nosso Senhor,
que foi concebido pelo poder do Espírito Santo,
nasceu da Virgem Maria,padeceu sob Pôncio Pilatos,
foi crucificado morto e sepultado,
desceu à mansão dos mortos, ressuscitou ao terceiro dia,
subiu aos céus,
está sentado à direita de Deus Pai, todo-poderoso
donde há de vir a julgar os vivos e os mortos.
Creio no Espírito Santo,
na Santa Igreja Católica,
na comunhão dos Santos,
na remissão dos pecados,
na ressurreição da carne,
na vida eterna. Amém.


SALVE RAINHA

Salve Rainha, Mãe de Misericórdia,
vida, doçura e esperança nossa, salve!
A vós bradamos os degredados filhos de Eva.
A vós suspiramos, gemendo e chorando nestevale de lágrimas.
Eia pois, advogada nossa,
esses vossos olhos misericordiosos a nós volvei,
e depois deste desterro mostrai-nos Jesus, bendito o fruto do vosso ventre.
Ó clemente,ó piedosa, ó doce e sempre Virgem Maria.
Rogai por nós Santa Mãe de Deus.
Para que sejamos dignos das promessas de Cristo. Amém.

VINDE, ESPÍRITO SANTO
Vinde, Espírito Santo, enchei os corações dos vossos fiéis
e acendei neles o fogo do vosso amor.
Enviai, o vosso Espírito, e tudo será Criado,
e renovareis a face da terra.
Ó Deus, que instruistes os corações dos vossos fiéis
com a luz do Espírito Santo, fazei que apreciemos retamente
todas as coisas, segundo o mesmo Espírito e
gozemos sempre da sua consolação, por Cristo, Nosso Senhor. Amém.

SANTO ANJO
Santo Anjo do Senhor, meu zeloso guardador,
se a ti me confiou a piedade divina, sempre me rege,
me guarde, me governe, me ilumine. Amém.


Lixo no Lixo

Olá, meus queridos!!!

Como é bom falar da nossa casa interior! Como nós aprendemos a nos conhecer melhor quando paramos para pensar um pouquinho em nós mesmos!!

Você já parou para pensar como sua casa interior é grande?! Parece até uma mansão! Por isso devemos sempre estar atentos a ela, pois são muitos cômodos, e cada um tem sua importância especial. Você tem que cuidar de cada cômodo bem direitinho, para que nenhum deles fique empoeirado, sujo, encardido e feio.
Bem, hoje vamos pensar e meditar sobre um cômodo muito legal, mas que às vezes não ligamos para ele. Sabe qual é? Não!! Pois é o banheiro.
O que se pode falar sobre esse cômodo? É o lugar de limpeza, onde tudo que não serve mais para o nosso corpo é aí jogado fora; é também onde vamos para deixar os dentes e o corpo limpinhos. Ah, também nesse cômodo deixamos as nossas roupas sujas para serem lavadas.
Apesar de ser um lugar de jogar sujeira fora, deve ser um lugar muito limpo, agradável e por que não, cheiroso? É um lugar do qual se deve cuidar com muito carinho, pois é importante para a nossa saúde. E aí, já havia pensado no seu banheiro dessa forma? Pois é bom pensar!!
E o nosso banheiro interior como é, ou o que é? Esquisito não é, pensar que você e eu temos um banheiro interior! Mas é a pura verdade.

Bem, esse é o lugar dentro de você que é usado para se desfazer de tudo aquilo que não lhe serve mais: as suas mágoas, seus rancores, ressentimentos, dependências, vícios, mau humor, ciúmes, inveja, xingamentos, julgamentos, irresponsabilidades, fofocas, emburros, manhas, malícias, traumas… e tantas outras coisa que não são nada proveitosas para sua vida. Tudo isso é sujeira que tem que ser jogada fora, que não faz bem a você e nem àqueles que convivem com você.
Este cômodo interior se chama subconsciente, onde a nossa mente e nosso “coração” jogam todas estas coisas... é um reservatório de coisas ruins, ou seja, uma lixeira... mas também é um reservatório de coisas boas, onde são guardadas nossas lembranças positivas. Pois no banheiro também nos embelezamos, nos olhamos no espelho e guardamos perfumes, cremes, pastas de dente, sabonete etc.
Poderíamos dizer que é um arquivo com muitas fichinhas brancas e pretas; nas brancas o cérebro escreve as coisas boas, e nas pretas ele escreve as coisas ruins.

Dependendo dos acontecimentos da nossa vida, às vezes tiramos algumas fichinhas pretas e apresentamos para as pessoas que convivemos e aí é aquele estrago, pois mostramos uma ficha que teria que estar no lixo totalmente destruída. JÁ VOU TE CONTAR COMO FAZER PARA DESTRUIR ESTAS FICHAS PRETAS, CERTO? Mas muitas vezes nos relacionamos com os nossos irmãos, ou colegas, ou até mesmo com nossos pais com estas fichas de mau humor, mágoa, vingança e muitas outras que estragam completamente a nossa vida.
Seria a mesma coisa que ir ao banheiro da nossa casa e guardar em algumas caixinhas tudo que fazemos lá, e então começássemos a distribuir para os nossos amigos, pais, etc. Não seria nada agradável, concorda comigo? Guardamos e presenteamos o que vale a pena, o que precisa ser jogado fora, temos a responsabilidade de assim fazer.
Uma vez ouvi uma história que me ensinou muito e tem muito a ver com essa meditação.

“Tudo aconteceu numa escola, ou melhor, na sala de aula da professora Dona Elisa. Era uma classe de 4ª série e as crianças eram falantes e muito dispersas. Às vezes brigavam, falavam mau uns dos outros, mas também em outros momentos eram muito amigos e companheiros.
Já estava no final do ano, novembro, e Dona Elisa resolveu fazer uma dinâmica com os meninos da classe. Deu uma folha de papel para cada um, e pediu que escrevessem o nome de todos os colegas da classe, um debaixo do outro. Depois pediu que na frente de cada nome colocassem uma qualidade do colega. Todos fizeram. Logo que terminaram, ela recolheu as folhas escritas, levando-as para casa para fazer uma tabulação, isto é, separou tudo os que todos os colegas tinham escrito sobre cada aluno. Em outras folhas de papel colocou todas as qualidades de cada um.
No dia seguinte, na última aula, disse aos alunos: Tenho uma surpresa para vocês!
E deu para cada um uma folha de papel que continha as qualidades que os outros colegas tinham escrito sobre ele. Era uma lista enorme de qualidades que cada um recebeu. Os alunos ficaram surpresos, pois não sabiam que tinham tantas qualidades assim.
Logo bateu o sinal, foram todos embora e a professora ficou sem saber direito se tinham gostado ou não da surpresa.
Bem, o ano acabou e seus alunos mudaram de classe e nunca mais se falou sobre o papel das qualidades.
Os anos se passaram, até que D. Elisa recebeu um telefonema muito triste. Era um pai de um daqueles meninos daquela 4a série que ligava dizendo que seu filho, Carlinhos, tinha se alistado no exército e fora convocado para um combate, onde faleceu numa explosão. E que fazia questão da sua presença no enterro do filho, pois junto com os pertences que foram entregues à família havia um papel, velhinho e um pouco rasgado, guardado em sua carteira. Era uma lista de qualidades, aquela que a professora deu a toda a classe quando fez a 4ª série .
D. Elisa chorou, pois percebeu, depois de muitos anos, a importância daquele dia na escola. Foi ao enterro, e qual não foi a sua maior surpresa, quando encontrou lá a maioria daqueles alunos da 4a série, e soube que cada um guardava consigo aquele papel com tantas qualidades.
Foi um dia muito especial, que ficou guardado na vida de cada aluno dessa 4a série e da professora Elisa”.

Que linda história não é mesmo?! Mas você deve estar pensando, o que esta história tem a ver com a nossa meditação? Muita coisa!!
Ela mostra que o que deve ficar com você são somente os sentimentos e as coisas boas, que animam, alegram, lhe deixam feliz. A tristeza, chateação, a raiva, a mágoa, a irritação, etc., deve-se jogar no lixo. São sujeiras que atrapalham a sua vida.
Ah, aí vem uma “dicazinha”. Você já ouviu falar do Espírito Santo? Pois é Ele quem vai ajudá-lo e lhe mostrar suas qualidades, vai enchê-lo com Seu amor, Sua alegria, Sua bondade, lhe ajudando a jogar fora, no lixo, aquilo que lhe atrapalha, lhe prejudica, lhe entristece. Só Ele pode ajudá-lo a se desfazer completamente destas fichas pretas que tanto atrapalham a sua vida.
E sabe como Ele lhe mostrará tudo isso? Através da suas orações, da leitura da Palavra de Deus, da Eucaristia (se você já fez Primeira Comunhão), da Confissão, da Missa; mas também por meio de seus pais, professores, catequistas e pessoas que você ama e que também o amam.
Peça hoje mesmo para o Espírito Santo lhe revelar todas as fichinhas pretas que estão guardadas e até ocupando o lugar de outras fichas que são boas. E uma vez descoberto isto tudo, peça ajuda para aquela pessoa em que você confia ou para o sacerdote da sua paróquia.
Deus é misericordioso e nunca falhará com você!! Principalmente se você tiver dificuldade em se desfazer daquilo que não lhe faz bem. Ele, muitas vezes, é o único que poderá remover da sua vida o que é desnecessário, curar as feridas deixadas pelas pessoas e por você mesmo e até mesmo purificar aquilo que está cheirando mal.
Seja simples e acolhedor com a ajuda das pessoas e super-acolhedor com a Graça e Misericórdia de Deus!! E então será feliz!!!
Que Deus o abençoe!!


Denize Simões Ferreira (Diocese de Franca/SP).

Caim e Abel (Gênesis 4)

Adão e Eva foram viver longe do Jardim do Éden por terem desobedecido a Deus Algum tempo depois, tiveram dois filhos, Caim e Abel.
Os dois meninos cresceram. Caim cultivava a terra, e Abel se tornou pastor de ovelhas.
Depois de muito trabalho, Caim ofereceu a Deus os frutos do seu plantio. Já Abel ofereceu as primeiras ovelhas que nasceram em seu rebanho. Deus, que conhece o coração de cada um, gostou da oferta de Abel, que era justo, e não gostou muito da oferta de Caim.
Caim ficou muito bravo e triste por Deus ter gostado mais da oferta de seu irmão Abel do que da sua. Então Caim, cheio de raiva no coração, chamou Abel para ir ao campo e resolveu mata-lo.
Deus se entristeceu com Caim por causa da morte de Abel. Então Caim, se sentindo culpado pelo que havia feito, resolveu viver para sempre escondido de Deus em uma cidade que ele construiu. Caim e sua esposa tiveram um filho, que chamaram de Henoc.

Ou Santo ou Nada!!!






Olá amiguinho! Como tem passado?...

Você sabia que Deus o criou para ser SANTO?
Pois é!! E para ser santo, é preciso viver a santidade.

E o que é isso? Ouvimos tantas definições erradas de santidade por aí, e às vezes pensamos ser muito difícil e desistimos. Dizem que ser santo é ser perfeito, é estar todo o tempo na igreja, é não errar nunca, é não poder se divertir, é aceitar tudo o que acontece de bom e de ruim na sua vida, e assim por diante.

Quem acha ser isso santidade, não sabe na verdade, o que é ser SANTO de Deus.

Você já ouviu falar de São Domingos Sávio? É um santo que morreu criança e viveu a santidade. Sabe como?

Ele era muito amigo de Dom Bosco, um padre da sua época, que é santo também.

Pois bem, Domingos Sávio tinha um lema de vida que era: "Antes morrer do que pecar"!

E o que é o pecado? É tudo que fazemos de errado, sabendo que é errado. Por exemplo, se você sabe que mentir é errado e mente assim mesmo, você está pecando. Entendeu? E São Domingos Sávio ficava atento em suas atitudes e palavras para não pecar. E mais, ele rezava muito, pedindo a Deus que o ajudasse a perceber seus erros. Assim, você e eu devemos fazer.

Outras crianças que são santas, Francisco e Jacinta, que também morreram pequenos. E como viviam essas crianças para serem santas?

Viviam em Fátima, em Portugal; eram de família simples, mas de muita oração. Eles gostavam de brincar, estudavam e ajudavam seus pais em casa. Um detalhe, rezavam o terço, diariamente. Certo dia Nossa Senhora pediu a eles que rezassem pela conversão dos pecadores. E eles foram fiéis na oração e na vida que levavam. Eram obedientes, responsáveis, amavam a todos, inclusive os pecadores, mas acima de tudo amavam a Deus.


Você pode ser assim também!

Pode estudar, brincar, se divertir, mas também rezar, fazer o bem aos outros, começando em casa ajudando o seus pais, irmãos e depois a quem precisar.

Respeitar todas as pessoas (pai, mãe, irmãos, familiares, vizinhos, professores, colegas, serventes, enfim a todos, pobres, ou ricos e até pecadores). Você já rezou por alguém?

Ser santo também é rezar pelas pessoas que convivem com a gente e também por aquelas que não têm quem reze por elas. Você reza e Deus sabe quem são os que rezam.

Viver a santidade é também pedir a Jesus que o ajude a perceber seus erros e deixá-los de lado, para dar lugar às virtudes e coisas boas; é querer ser melhor a cada dia, é dar o melhor de si, sempre e em tudo que se faz.

É participar das missas, ler a Palavra de Deus e ver o que ela lhe ensina, todos os dias.
É estar sempre com Jesus no coração, no pensamento e levá-lo aos outros através de sua amizade, carinho, atenção e amor.

É ter paciência daqueles que o irritam, é estar sempre pronto a ajudar. É quando fizer algo de errado, saber se arrepender, pedir desculpas e mudar de vida.

E saber sorrir, é receber ajuda quando for preciso, é saber sofrer, é também se alegrar.
É ser agradecido a Deus dioturnamente, por mais um dia ou uma noite de vida.

É viver cada jornada diária o melhor que você puder.

É não deixar que as maldades do mundo entrem em seu coração.

Ser SANTO é viver bem e feliz todos os dias.

Não viver a santidade, é viver mal, é ser de qualquer jeito, é ser nada.

Ser SANTO é uma luta agradável, diária. Você não será santo só quando morrer. Mas, vai se conquistando a santidade sem cessar. Cada dia um pouquinho mais santo.

Por isso "OU SER SANTO, OU SER NADA!"

Acredito que você, como, eu, escolherá, SER SANTO!

E um dia, no dia 1 de novembro, Dia de Todos os Santos, também será o SEU DIA e também o MEU DIA!!!

Amém!
Que Deus nos ensine a sermos SANTOS!!!
Denise Simões Ferreira


Somente Deus, mais ninguém!




Queridos amiguinhos!

Deus é tão perfeito que, quando nos criou, pensou em tudo o que precisamos para sermos felizes. Primeiro, não nos criou sozinhos no mundo, nos colocou em uma família; criou o céu; tudo que tem na terra, as plantas, as flores, os animais, os nossos alimentos, os amigos, os anjos, etc. Enfim, pensou nos mínimos detalhes e tenha certeza que não esqueceu de nada.

Os homens inventaram muitas coisas em busca da felicidade, e com certeza eles esqueceram que a ela está semente em Deus, começaram a querer adivinhar o futuro, a fazer poções mágicas para serem felizes, para ganhar amizades e amores, até nos contos de fadas apareceram personagens estranhos e misteriosos dizendo ter com eles o segredo da vida. Inventaram as fadas, as bruxas, os duendes; tudo parece bonito e interessante, mas nada disso foi criado por Deus. É apenas fruto da imaginação das pessoas que não conhecem a fonte verdadeira da felicidade!

Veja só aonde tudo isto chegou:

Imagine que você está numa escola muito importante, conseguiu esta vaga depois de muito sacrifício, quando passou nas provas foi aplaudido e elogiado. Legal, não é mesmo? Aí você fica sabendo que está na classe de um menino super inteligente, muito bondoso e amigo de todos, que se chama Harry Potter. Uau!!! Você acaba de ingressar-se numa escola de bruxos! Parece super normal, não é mesmo? Você pode pensar é só um filme legal, isto não existe de verdade!

E se eu te falar que existe de verdade? Realmente existem escolas de bruxaria hoje em dia, e é até muito comum, aparentemente super inofensivas, sem maldades, para formar bruxas e bruxos bondosos. Acredite, isto é só uma ilusão, porque nada disto é de Deus.

Esta idéia foi entrando nas nossas casas e na mentalidade das crianças através de filmes e historinhas, como o “Mágico de Oz”, que tem a Bruxa Boa do Leste e a Bruxa Má; alguns seriados de TV, como “A Feiticeira”, a “Bruxa Sabrina”; “Castelo Ra-Tim-Bum”; os filmes “Xuxa e os duendes”, “Harry Potter”, “Merlim”; os contos de Fadas: “Branca de Neve”, “João e Maria”, até os gibis “Madame Mim” e a “Maga Patalógica”.

Tudo isto para entrar nas nossas vidas como sendo algo muito bom e inofensivo, que sempre traz benefícios, poções maravilhosas, fantasias e aventuras.
Foram feitas algumas pesquisas e foi comprovado que, depois dos filmes do Harry Potter, a procura por livros de feitiçaria e bruxaria aumentou escandalosamente. Já existem jogos, baralhos e kits para formar bruxos. É muito atrativo, pois prometem muitas vantagens, mas acreditem meus amiguinhos, tudo isto é mentira! Podem até ser filmes muito bem produzidos e bonitos, mas o que está por trás disto é o inimigo do nosso Deus.

Conheço uma menina que me contou que faz parte de um grupo de bruxaria aqui em Franca. Disse assim: “Tia Denise, bruxas não são só más, existem as boas. No meu grupo só fazemos coisas sem importância que não fazem mal pra ninguém, como 'trabalhos' para arrumar namorados, tirar mal olhado, essas coisas!”

Meus queridos, pra isso não precisamos de bruxaria ou “trabalho”, temos o nosso Deus que nos ama e nos ajuda, que ensina a termos amigos, nos protege das maldades das pessoas, nos ajuda a amar e escolher a pessoa certa para namorar, etc. Deus conhece as intenções dos corações das pessoas, mas os bruxos não. Por isso devemos pedir ajuda a nosso Deus e não à bruxaria.

Hoje estão muito comuns as festividades de Halloween, o famoso Dia das Bruxas (31 de outubro). Esta festividade começou na Irlanda e era uma tradição católica que comemorava a Véspera do Dia de Todos os Santos. Esta idéia foi misturada com uma festa Céltica que dizia que os espíritos dos mortos buscavam as pessoas vivas para entrar nelas, na noite de véspera do dia primeiro de novembro... Começaram a se fantasiar com roupas de fantasmas e bruxos e realizavam desfiles barulhentos pela vizinhança, sendo tão destrutivos quanto possível, com a finalidade de espantar os espíritos. Esta crença foi pra os Estados Unidos no ano de 1840. O costume dos jovens e crianças saírem pelas ruas batendo de porta em porta dizendo “travessuras ou gostosuras” era com a intenção de quanto mais doces ganhassem mais orações eram feitas pelos mortos daquela família... esta tradição foi adotada pelos cultos satânicos de feiticeiros e bruxos que aproveitavam da situação para assombrar as pessoas.

Hoje o Halloween é comemorado em muitos países e no Brasil também, mas acredite que hoje já não é mais uma festa cristã, mesmo que não haja nenhuma maldade nestas comemorações. Para alguém que acredita em Deus não faz sentido comemorar Dia das Bruxas.

Cuidado! Nós, que somos cristãos, não podemos nos deixar levar por conceitos, idéias, costumes que são contra tudo o que Jesus nos ensinou, não é verdade?

Na Palavra de Deus, o Livro de Deuteronômio 18,10-13 diz assim: “... Não se ache no meio de ti quem procure a adivinhação, a astrologia, os adivinhos, o feiticismo, a magia, o espiritismo ou a evocação dos mortos... aqueles que se dão a essas práticas, o Senhor teu Deus expulsa diante de ti essas pessoas”. Forte não é mesmo?

Então devemos rezar muito por estas pessoas para que mudem o seu coração e busquem a Deus. Se você conhece alguém que mexe com isto, o seu papel é só rezar, não tente discutir e nem provar nada, procure não buscar as mesmas coisas.

Prestou bastante atenção em tudo? Isso é o melhor para todos nós sermos felizes. Jesus é o dono de nossas vidas! Foi Deus quem nos criou, por isso Ele sabe o que é o melhor pra nós. E o melhor que temos que fazer é obedecer.

Então, quando você ver filmes, novelas, propagandas, gibis que mostram e falam de bruxarias, não se esqueça do que diz a Palavra de Deus - e não se deixe levar. Pense sempre assim: “Deus me conhece e pode me ajudar e me proteger em todas as minhas dificuldades”.
Santa Tereza dizia assim:
“Nada te perturbe, nada te espante
Tudo passa, a paciência tudo alcança
A quem tem Deus nada lhe faltaSó Deus basta!”

Fique atento e que o Espírito Santo te ajude sempre! Amém.
Denise Simões Ferreira

Dicas para viver bem


Para viver em sociedade é bom que saibamos praticar boas maneiras no dia-a-dia.
Aí vão algumas dicas:
• Sempre que chegar em algum lugar, cumprimente as pessoas: Bom dia, professora. Boa tarde, mãe. Boa noite, vô.
• Fale baixo para não atrapalhar as outras pessoas.
Por exemplo: a igreja é um local onde devemos ter respeito. Evite ficar zanzando nos corredores ou entre os bancos. E, se precisar, fale em voz baixa com o seu colega.
• Peça licença para interromper uma conversa.
• Diga por favor quando for fazer um pedido.
• Dizer obrigado é uma maneira educada de demonstrar gratidão e reconhecer o esforço de uma pessoa para nos agradar. Diga sempre obrigado quando receber um presente, um convite ou quando alguém que lhe fizer um favor.
• Comporte-se bem à mesa e respeite os empregados.
Praticando atos de boas maneiras, você conviverá melhor com os seus amiguinhos e com as outras pessoas, e o mais importante: agradará a Deus por ter boas atitudes.
Comece a usá-las e logo você verá que elas se tornarão um hábito.

Dia das Bruxas???



Não se engane: comemorar este dia não agrada a Deus!

Halloween não é uma simples festa à fantasia!


Muitas pessoas confundem a festa de Halloween (a tradução para o português é “véspera do dia de todos os santos”), que é comemorada no dia 31 de outubro, com uma simples festa à fantasia, mas na verdade, o dia das bruxas não passa de uma festa pagã e significa uma das datas mais importantes para os participantes da igreja satânica.


Em alguns países, as crianças se fantasiam e saem em grupos batendo de porta em porta dizendo, em coro, a frase: “doces ou travessuras?”, mas na verdade elas estão dizendo “Ou você me dá um doce, ou te amaldiçôo”. Jesus quer que sejamos bons e que não nos identifiquemos nem com as bruxas nem com os monstros, pois nós somos filhos de Deus.


Festa de Todos os Santos: uma opção diferente!


O Grupinho de Oração Provérbios realizará a Festa dos Santos. Vamos comemorar o Dia de Todos os Santos nos vestindo com a roupa do santo de nossa devoção.
Haverá um desfile de santos e a criançada ainda participará de uma Cristodance, onde poderá dançar assistir a um teatro, comer cachorro-quente, pipoca e bolo, tomar refrigerante e, em lugar de cultuar os bruxos, homenagear os santos de Deus. Escolha o seu santo de devoção e se vista igual a ele.


Não deixe de participar!

Nossa Senhora Aparecida

Vamos colorir bem bonito este desenho da Nossa Mãezinha?


Oração da Criança


Jesus, eu gosto muito de Você!
Muito obrigado pela vida que o Senhor me deu!
Muito obrigado por meu pai e minha mãe e por todas as pessoas
que o Senhor colocou bem perto de mim.
Jesus, eu estou crescendo por fora,
para ter um corpo bonito e forte mas,
também quero crescer por dentro!
Ajude-me a crescer em estatura e em graça diante de Deus Paizinho,
para que eu tenha um coração cheio de bondade e alegria.
Jesus, ajude-me a ser agradecido porque eu existo,
por minha saúde, minha família, meus estudos,
meu alimento, meus brinquedos e meus amigos.
Jesus, eu amo o Senhor de todo meu coração e vou amar
todo mundo que o Senhor colocar em meu caminho,
do jeito que Você me pede que eu faça: amar a Deus mais do que todas as coisas e amar as outras pessoas como eu amo a mim mesmo!
Amém.

Santa Terezinha do Menino Jesus

Santa Teresinha nasceu em Alençon, na França em 2 de janeiro de 1873. Foi a última filha da família Martin. Seus pais: Luís e Zélia, a amaram profundamente e lhe ensinaram a amar e agradar a Deus, em tudo que fazia. Aos 4 aninhos, a pequena flor perdeu a mamãe Zélia, que foi morar no Céu, e ficou aos cuidados das irmãs.

Gostava de brincar de balanço, pular corda, pescar, pintar e visitar igrejas diferentes. Teresinha aos 15 anos pediu liberação ao Papa Leão XIII e entrou para o mosteiro das carmelitas, pois queria ser inteiramente de Deus. Ela tinha um grande amor pelo Papa, pela Igreja e pelos pecadores.

Era uma menina discreta e silenciosa, durante a vida quase não chamou a atenção sobre si. Ela ensinava às pessoas que o mais importante era amar até mesmo nas pequeninas coisas. Qualquer gesto que fizesse, ela colocava uma pitadinha de amor.

Teresinha morreu aos 24 anos, com uma doença chamada tuberculose. Ela dizia que o elevador que a faria subir a escada do Céu, era os braços de Jesus.


Clique na imagem de Santa Teresinha do Menino Jesus para você imprimir e colorir.

Samuel – O menino pedido ao Senhor

Oi, criançada! Vamos conhecer a história de Samuel. Que história! Espero que vocês gostem!!!

Há muitos e muitos anos atrás, nas terras de Efraim, havia um homem chamado Elcana casado com Ana que não podia ter filhos. Por causa disso Ana era muito infeliz e vivia chorando pelos cantos. E pra completar, Elcana havia tido filhos com outra mulher, Penina, que vivia zombando de Ana. (Ah, que feio!!!) Ela falava: “Ei, Ana bobona, eu tenho filhos e você, não”. Aí que Ana chorava mesmo. E Elcana já não sabia mais o que fazer. Dizia pra Ana: “Ana, por favor, não chora, porque eu sou melhor que 10 filhos para ti”. Mas Ana não queria saber. Queria porque queria ter filhos.

Todo ano, como era o costume, eles iam à Silo, orar e ofertar ao Senhor. E nessa ocasião Ana se derramou mais ainda em lágrimas diante do altar do Senhor. Ana pediu ao Senhor um filho e fez um voto de que se o Senhor a ouvisse ela entregaria o menino para servi-lo no templo, durante toda a sua vida. E Ana orava ao Senhor só mexendo os lábios de maneira que o sacerdote do templo, Eli, que a observava pensou que ela estivesse embriagada e disse “Mulher, por que bebes vinho?” Ana então explicou que não tinha bebido nada, não. Ela era uma mulher de Deus e contou para o sacerdote o motivo da sua aflição e do seu pranto. Eli disse: “Então vai em paz e que o Deus de Israel atenda ao teu pedido”.

E Ana foi e o seu rosto não era mais triste. Sabem por quê, crianças? Ana ficou cheia de fé. Acreditou que o Senhor a atenderia. Um tempo depois Ana engravidou. Que felicidade! E o menino nasceu e recebeu o nome de Samuel, e Ana esperou Samuel parar de mamar e juntamente com seu esposo Elcana o levou ao templo para ser consagrado ao Senhor e o entregou a Eli.

Ana estava tão feliz e agradecida que levou também ofertas e fez um lindo cântico ao Senhor, que entre outras palavras dizia: “Não há santo como é o Senhor, porque não há outro fora de ti, e rocha nenhuma há como o nosso Deus”. Que lindo, não é, crianças?


E Samuel? Ah, Samuel ficou morando no templo e aprendendo tudo sobre os assuntos do Senhor, porque um dia ele iria se tornar um grande sacerdote e profeta de Deus.

Mas seus pais Elcana e Ana não o abandonaram, não. Todo ano eles o visitavam quando iam ao templo orar ao Senhor e Ana trazia-lhe roupinhas novas. E Ana por ser fiel ao Senhor e por ter cumprido o voto que fez para com Ele, foi abençoada com mais 5 filhos: 3 meninos e 2 meninas.


Os filhos de Heli eram maus, desobedientes e roubavam coisas do Templo. Isso desagradava a Deus. Samuel, ainda criança, já trabalhava no Templo do Senhor. Todos os anos sua mãe vinha visitá-lo e trazia para ele uma túnica branca de linho. O menino ia crescendo e era bom tanto diante do Senhor quanto para os homens.

DEUS CHAMA SAMUEL

Numa noite, todos já estavam deitados quando Deus chamou Samuel:
“Samuel, Samuel!”
Samuel pensou que fosse Heli, correu até ele e disse:
“Estou aqui, o senhor me chamou?”
Mas Heli disse:
“Não, não chamei você, vá dormir.”
Samuel se deitou de novo. Deus tornou a chamar pelo nome de Samuel. O menino, achando que tivesse sido Heli, foi até o profeta, que mais uma vez disse que não havia chamado por Samuel. E isso aconteceu ainda mais outra vez. Então Heli percebeu que deveria ser Deus tentando falar com Samuel e disse:
“Samuel, vá se deitar e, se novamente chamarem pelo seu nome, diga: ‘Fale, Senhor, que eu, que sou seu servo, estou escutando. ’”
Então Samuel voltou a se deitar. Veio o Senhor e o chamou como das outras vezes:
“Samuel, Samuel!”
E Samuel disse:
“Fale, Senhor, que eu, que sou seu servo, estou escutando.”
E Deus disse a Samuel que não estava contente por Heli saber dos crimes que os filhos dele cometiam e não fazer nada para corrigi-los. Essa foi a primeira vez em que Deus falou diretamente a Samuel.
Assim, Samuel crescia e o Senhor estava com ele. Samuel nunca desobedecia a Deus e, por isso, Deus continuava se manifestando a ele. E então todo o povo de Israel reconheceu que Samuel era um profeta do Senhor.


Setembro: Mês da Bíblia



Todo este mês de Setembro é dedicado a Sagrada Escritura, a Bíblia.

Mas você sabe por quê?


Setembro é conhecido, como "Mês da Bíblia". Porque no dia 30 de setembro comemoramos a festa de São Jerônimo. Foi ele quem, no século IV, foi responsável, a pedido do Papa Dâmaso I, pela tradução dos textos bíblicos originais (hebraico, aramaico e grego) para a língua latina. Este célebre trabalho recebeu o nome de "Vulgata". A Igreja considera São Jerônimo como patrono dos estudos bíblicos.




(Fonte: Arquidiocese Feira de Santana)

Orai sem cessar


ATENÇÃO!

- NUNCA tome remédios que tem em casa sem que esteja doente ou sem que a sua mãe tenha aprovado.

- NUNCA brinque com facas, tesouras, vidro ou objetos cortantes.

- NÃO brinque com produtos de limpeza. Eles podem ser tóxicos.

- NÃO empine pipas perto de fios elétricos.

- NÃO coloque nada no buraco da tomada, especialmente se for de metal.

- NÃO brinque com os fios dos aparelhos eletrônicos.

- NUNCA coloque objetos na boca, no nariz, ou no ouvido.

- NÃO tente pular de lugares muito altos.

- NÃO brinque com fogo.